Notícias sobre Regulação
29 Setembro
Local onde há registro da presença de 13 espécies de baleias e golfinhos, o Refúgio da Vida Silvestre de Alcatrazes, composto por um arquipélago no litoral norte de São Paulo, é a mais nova unidade de conservação do país, criada pelo governo federal em decreto assinado em agosto. Com destaque, há a baleia-de-Bryde, única espécie de baleia que vive no litoral paulista, e o golfinho-pintado-do-Atlântico, mais comum em mar aberto e visto em grandes grupos em Alcatrazes.

Com a criação do refúgio, fica proibida a pesca e qualquer degradação ambiental na região. A visitação pública será liberada após a conclusão do plano de manejo, que está em andamento e vai definir regras de funcionamento da unidade de conservação.
26 Setembro
A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) promoveu, no Rio Grande do Sul, o 4º Workshop sobre Polinização e Manejo de Polinizadores. O evento reuniu agricultores, pesquisadores, técnicos e estudantes de todo o estado com o objetivo de incentivar as boas práticas na apicultura. Um dos destaques do encontro foi a discussão sobre a necessidade de união entre criadores de abelhas e de frutas para evitar o uso de produtos químicos indevidos nos pomares, afetando as abelhas.

"O período de abertura das flores é curto, por isso é preciso o envolvimento dos fruticultores para auxiliar na sobrevivência das colmeias. É nesse período que as flores estão com o máximo de fertilidade e é também quando as abelhas precisam do pólen para alimentar suas crias", explicou o pesquisador da Embrapa, Luiz Fernando Wolff.
23 Setembro
O uso de inseticidas para o combate a mosquitos que transmitem o vírus zika pode ter sido responsável pela morte de mais de 2,5 milhões de abelhas em um apiário no condado de Dorchester, na Carolina do Sul. A causa está sendo investigada por pesquisadores da Clemson University.

Os apicultores afirmam que foi aplicado o inseticida Naled, que tem como característica matar mosquitos com o simples contato e a dissipação rápida sem provocar danos ao ser humano. Segundo eles, o produto químico normalmente é lançado por caminhonetes, no entanto desta vez foi dispersado de um avião, sem nenhum aviso, o que impediu que os criadores protegessem suas colmeias.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.