Notícias sobre Regulação


Depois de sucessivos atrasos, o governo anunciou, durante reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que voltará a realizar rodadas de licitação de petróleo. Dois leilões foram marcados para dezembro e não serão concedidos blocos de exploração no mar, mesmo que estejam fora de áreas do pré-sal. A Agência Nacional do Petróleo (ANP) vai preparar o edital com as exigências.

No dia 3 de dezembro, acontecerá a 3ª Rodada, com a retomada do leilão de 19 campos considerados maduros na bacia terrestre do Recôncavo Baiano. A 10ª Rodada vai oferecer 171 blocos espalhados pelo país em 18 de dezembro. Somente após essas licitações o CNPE voltará a discutir como será feita a 8ª Rodada, interrompida em 2006 por causa de recursos na Justiça. Esse leilão incluiria áreas próximas a regiões de pré-sal.

“Vamos licitar agora 100 mil quilômetros quadrados. Não é pouco. É uma demonstração de que o Brasil prossegue normalmente com sua atividade ligada ao petróleo”, afirmou o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão. Apesar das declarações, a expectativa das grandes indústrias do setor era de que áreas offshore (no mar), com reservas maiores, também entrassem nas licitações.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.