Notícias sobre Regulação


A faixa litorânea entre Santos, no estado de São Paulo, e Vitória, no Espírito Santo, é apontada como prioritária na Estratégia Nacional de Defesa, conjunto de medidas para o setor militar nos próximos anos, lançada pelo governo federal. Isso porque é nesse trecho que se concentram as descobertas de grandes jazidas de petróleo abaixo da camada de sal. De acordo com o plano, para cumprir o objetivo de proteger as plataformas de exploração de óleo e gás, a Marinha ganhará navios de grande porte, equipados com aviões para defesa e ataque em alto-mar, e submarinos convencionais e de propulsão nuclear.

Outra meta prioritária da Estratégia Nacional de Defesa é aumentar a presença militar nas fronteiras do país, com destaque para a Amazônia. Há a previsão de elevar de 17 mil para 25 mil o número de soldados na região. O plano prevê ainda a utilização de navios-patrulha na foz do Rio Amazonas. “O Brasil será vigilante na reafirmação incondicional de sua soberania sobre a Amazônia. Repudiará qualquer tentativa de tutela sobre suas decisões a respeito da preservação, desenvolvimento e defesa da Amazônia”, diz o texto.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.