Notícias sobre Regulação


O governo brasileiro fará licitações de seis áreas da floresta amazônica, num total de 2,7 milhões de quilômetros quadrados, que poderão ser exploradas comercialmente pela iniciativa privada. A expectativa é arrecadar R$ 430 milhões (US$ 235 milhões)  nos leilões. O objetivo é aumentar a oferta de madeira legal no país, reduzindo o desmatamento clandestino. Os contratos terão 40 anos de duração.

As empresas vencedoras dos leilões terão que obedecer a uma série de regras. Cada área é dividida em pequenos lotes, que não podem ser explorados ao mesmo tempo. Dentro deles, o número de árvores retiradas será limitado, para dar tempo de regenerar a floresta. Estimativas do governo apontam para a criação de 12 mil empregos diretos e indiretos com as licitações.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.