Notícias sobre Regulação


Durante debate no Senado, o diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, reconheceu que a área do pré-sal pode se estender para além da Zona Econômica Exclusiva brasileira, a 200 milhas da costa. Segundo ele, ainda não há dados físicos e geológicos dessa região, mas a possibilidade é concreta, o que levaria o país a dividir a exploração em águas internacionais. O diretor da estatal afirmou que a Marinha brasileira já estuda o assunto detalhadamente.

No encontro com parlamentares, Estrella defendeu os projetos de lei enviados pelo governo ao Congresso, entre os quais está a proposta que prevê a Petrobras como operadora de todos os consórcios que forem explorar reservas no pré-sal. “É uma grande oportunidade para a indústria brasileira crescer”, afirmou.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.