Notícias sobre Regulação


O governo federal marcou para o dia 16 de dezembro o leilão do Trem de Alta Velocidade (TAV), que ligará Rio de Janeiro a São Paulo e Campinas. Em relação ao cronograma original do projeto, a data indica um atraso de um ano e dez meses. O custo do empreendimento é estimado em R$ 33,1 bilhões (US$ 18,8 bilhões) – 65% superior aos R$ 20 bilhões (US$ 11,34 bilhões) calculados em janeiro de 2008.

Previstas para começar no fim de 2011, as obras têm prazo de seis anos para terminar. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no entanto, acredita que o transporte já poderá atender passageiros para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio. Segundo o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, é possível que alguns trechos da ferrovia estejam em operação até mesmo antes da Copa do Mundo de 2014.

Entre os que já demonstraram interesse pelo negócio, há grupos do Japão, Coréia do Sul, China, França, Alemanha e Canadá. O governo brasileiro será sócio minoritário do consórcio vencedor por meio de uma estatal que será criada, a Empresa de Transporte Ferroviário de Alta Velocidade (Etav). A empresa entrará com capital de R$ 3,4 bilhões (US$ 1,9 bilhão) na obra.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.