Notícias sobre Regulação


A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) decidiu endurecer a fiscalização sobre as companhias aéreas do país. Para reduzir o tempo de espera dos passageiros nos aeroportos, será deflagrada a Operação Hora Certa, em que inspetores da Anac embarcarão em vôos domésticos das quatro principais empresas – TAM, Gol, Varig e OceanAir – para avaliar de perto atuação de pilotos e comissários de bordo. Fiscais ficarão até dentro das cabines dos aviões.

Enquanto as equipes dentro das aeronaves verificarão os procedimentos de vôo, de segurança, de embarque e de desembarque de passageiros, outros inspetores ficarão em terra vistoriando oficinas de manutenção, a movimentação dos aviões nos pátios dos aeroportos e o check-in nos balcões das companhias.

A Anac preferiu não divulgar mais detalhes da Operação Hora Certa por considerar o fator surpresa importante na hora de descobrir possíveis falhas. A expectativa é de que os primeiros efeitos da ação já sejam percebidos durante o Carnaval, na primeira semana de fevereiro. O primeiro balanço de resultados da fiscalização só será divulgado na segunda semana do mês que vem.

Desde o segundo semestre de 2006, o Brasil convive com uma crise no setor aéreo: empresas em situação financeira precária; poucas aeronaves para transportar um número maior de passageiro; más condições de trabalho para controladores de vôo, pilotos e comissários de trabalho; e aeroportos com estrutura insuficiente.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.