Notícias sobre Regulação


Pesquisa divulgada em uma edição especial da revista norte-americana Science, dedicada à ecologia, indicou que 63% das reservas estimadas de peixes no mundo precisam ser reconstituídas para evitar o desaparecimento de espécies vulneráveis. “Em todas as regiões continuamos constatando uma tendência preocupante em relação a uma redução crescente das espécies. Mas este estudo mostra que nossos oceanos não são uma causa perdida”, afirma Boris Worm, professor de conservação marinha da Universidade de Dalhousie e principal autor da pesquisa.

Informações coletadas em várias regiões dos Estados Unidos, Islândia e Nova Zelândia revelaram avanços importantes para reconstituir reservas devastadas por décadas de pesca sem controle. Metade das dez áreas estudadas conseguiu reduzir a taxa de exploração, principal causa da escassez de peixes. Essa diminuição foi possível graças a programas de gerenciamento bem feitos.

“Isso quer dizer que a gestão dessas zonas abre caminho para um restabelecimento ecológico e econômico. É apenas um início, mas isso me dá a esperança de que temos capacidade para controlar a pesca excessiva”, ressalta Worm.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.