Notícias sobre Regulação


Estudo publicado na revista científica Nature indica que a diminuição da população de fitoplânctons – algas minúsculas existentes no fundo do mar – pode afetar a cadeia alimentar nos oceano, com impacto no consumo de peixes pelo homem. Base alimentar desde camarões até baleias, os fitoplânctons estão desaparecendo a uma taxa de 1% ao ano, segundo pesquisa da Universidade de Dalhousie, no Canadá.

O ritmo desse declínio é maior nas regiões polares por causa do aquecimento global. Com os oceanos mais quentes, os nutrientes que se formam no mar não chegam a camadas mais profundas. “O fitoplâncton é uma parte crítica do nosso sistema de suporte planetário. Ele produz metade do oxigênio que respiramos, reduz o dióxido de carbono na superfície e, por fim, sustenta toda a indústria pesqueira”, explica Boris Worm, um dos autores do estudo.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.