Notícias sobre Regulação


Um atum azul de 342 quilos entrou no centro de uma discussão que começou no Japão e mobilizou ambientalistas do mundo inteiro. Pescado na costa de Hokkaido, o peixe foi comprado por dois restaurantes – um de Hong Kong e um de Tóquio – por US$ 400 mil no maior leilão da história do mercado de Tsukiji, na capital japonesa. Considerada ideal para sushis e sashimis, a espécie, no entanto, é uma das dez mais ameaçadas do mundo, segundo lista elaborada pela World Wildlife Fund (WWF).

Ambientalistas lutam pela proibição ou redução das cotas de pesca do atum azul. Ano passado, o limite máximo permitido, no Mediterrâneo e no Leste do Atlântico, passou de 13.500 para 12.900 toneladas. Essa diminuição foi considerada insuficiente pelos defensores da preservação da espécie.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.