Notícias sobre Regulação


Para evitar um colapso em sua pesca marinha, o Ministério de Agricultura e Pesca da Jamaica está incentivando o consumo do peixe-leão, que não é nativo dos mares daquela região e é considerado um predador voraz. Segundo estudos do Projeto de Espécies Invasoras do Caribe, da Agência Nacional de Meio Ambiente e Planejamento, a falta de inimigos naturais suficientes fazem com que esse peixe se torne uma ameaça potencial para a biodiversidade jamaicana.

Venenoso e nativo das regiões dos oceanos Índico e Pacífico, o peixe-leão é capaz de engolir peixes e crustáceos com até metade de seu tamanho de uma vez só. Pesquisadores já observaram um peixe-leão comendo 20 peixes em 30 minutos – o que já levou a comparações com uma praga de gafanhotos. Como costuma nadar muito fundo, ele normalmente não é alcançado por redes.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.