Notícias sobre Regulação


A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados promoveu uma audiência pública para discutir a entrada ilegal de cigarros paraguaios no Brasil. Estima-se que o governo brasileiro deixe de arrecadar R$ 5,2 bilhões em impostos com o contrabando. De acordo com levantamento da Polícia Federal, a cada duas horas é apreendido um veículo transportando carregamento de cigarros sem origem comprovada. Apenas no ano passado, a Justiça determinou a destruição de 96 bilhões de cigarros paraguaios apreendidos.

Convidado para a audiência, o delegado José Alberto de Freitas Iegas, superintendente da Polícia Federal no Paraná – um dos estados que fazem fronteira com o Paraguai –, disse acreditar que existam funcionários de órgãos públicos envolvidos com o crime.  “Não tem como se falar em quadrilhas e organizações, sem a participação dos agentes públicos. Existe um crime que é acessório: a corrupção. A Polícia Federal não tem dúvida nenhuma de que isso realmente aconteça”, ressaltou Iegas.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.