Notícias sobre Regulação


Ambientalistas encontraram novas formas de protestar contra a pesca predatória de tubarões promovida por embarcações do Japão. Artistas gráficos, designers e fotógrafos uniram-se para denunciar a matança desses animais – estima-se que 70 milhões são mortos por ano – usando a arte pop e mídias sociais. Cartazes e gravuras ganham as ruas japonesas e a web para tentar conscientizar a população contra o massacre.

O Japão é o principal fornecedor de barbatana de tubarão para a China, onde o prato é símbolo de status. A caça a esses animais é um negócio milionário, que também produz cosméticos, produtos de couro e sushi. No entanto, as campanhas de conscientização já produzem efeitos positivos. Em 1956, eram pecadas 76 mil toneladas de tubarão por ano. Em 2008, o número caiu para 36 mil. Além disso, o Japão instituiu uma lei proibindo o finning, prática na qual somente a barbatana é arrancada e o tubarão é jogado de volta ao mar, morrendo lentamente.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.