Notícias sobre Regulação


As investigações da Polícia Federal comprovaram que os dados sigilosos da Petrobras roubados provavelmente no último dia de janeiro foram coletados no navio-sonda de perfuração NS-21, conhecido também como Ocean Clipper, responsável pela descoberta de uma reserva gigante de gás natural do campo de Júpiter, anunciada no início deste ano. Localizada na Bacia de Santos, a área fica a 37 quilômetros de Tupi, onde há uma estimativa da existência de até 30 milhões de barris de óleo. A jazida de Júpiter pode ajudar o Brasil a conquistar a auto-suficiência em gás natural.

Foi da sonda NS-21 – uma das duas únicas contratadas pela Petrobras com capacidade de perfurar poços em águas ultra-profundas – que saiu o contêiner-escritório de onde foram levados os equipamentos com as informações confidenciais. A Polícia Federal informou ontem que o roubo foi maior do que havia sido divulgado anteriormente. Os equipamentos furtados foram quatro laptops, dois discos rígidos e dois pentes de memórias, além de um computador, uma impressora e um gravador de DVD.

O contêiner foi transportado por um rebocador do navio-sonda para o Porto do Rio. Lá, permaneceu em um terminal privado, de onde foi colocado em uma carreta e seguiu em direção a Macaé. Devido ao mau tempo, o veículo ficou em um posto de gasolina e só continuou a viagem até Macaé no dia seguinte.A polícia investiga em que parte do trajeto o contêiner foi arrombado.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.