Notícias sobre Regulação


Preocupada com o ritmo da produção de petróleo no Brasil, a diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Magda Chambriard, afirmou que já pediu às empresas que atuam no país para que atualizem, até 30 de setembro, seus planos de desenvolvimento para os campos com maior potencial. “A produção de maio de 2012 foi menor que a de maio de 2011. Nossa produção poderia ser melhor”, disse.

O campo de Marlim, na Bacia de Campos, por exemplo, já chegou a produzir 600 mil barris de óleo por dia, mas hoje produz cerca de 200 mil. De acordo com a executiva da ANP, 8% da produção nacional já é de óleo do pré-sal. “Mas nossas possibilidades exploratórias vão muito além do pré-sal. É preciso perfurar. Menos de 5% da nossa área onde é possível haver petróleo são exploradas. Precisamos expandir”, afirmou Magda Chambriard.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.