Notícias sobre Regulação


Estudo realizado na Antártida por cientistas do Instituto Alfred Wegener para Pesquisa Polar e Marinha, da Alemanha, revela que as mudanças climáticas já alteraram os hábitos dos elefantes-marinhos. Para conseguir alimentos, esses mamíferos aquáticos estão sendo obrigados a mergulhar cada vez mais fundo devido ao aquecimento da água.

Peixes e lulas, que costumam fazer parte da dieta dos elefantes-marinhos, passaram a descer a profundidades maiores por causa do aumento da temperatura do mar. Transmissores instalados em 30 elefantes-marinhos que vivem na Ilha Marion, no Oceano Antártico, mostraram que, apesar de serem excelentes mergulhadores acostumados a viver a maior parte do tempo a mais de 100 metros abaixo da superfície, eles precisam nadar cada vez mais, perto do limite fisiológico, para alcançar suas presas.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.