Notícias sobre Regulação


A 11ª Rodada de Licitações de áreas para exploração e produção de petróleo e gás natural, realizada semana passada, arrecadou R$ 2,82 bilhões (US$ 1,38 bilhões) em bônus de assinatura – valor que as empresas pagam ao governo ao assinar os contratos de concessão. É um recorde que supera os R$ 2,1 bilhões (US$ 1,03) obtidos em 2009 na 9ª Rodada. Dos 289 blocos ofertados, 142 foram leiloados. A expectativa é de que sejam investidos pelo menos R$ 7 bilhões (U$ 3,43 bilhões) na fase de exploração.

O consórcio formado por Petrobras, a francesa Total e a britânica BP foi responsável pelo maior lance -  R$ 345,9 milhões (US$ 169,7 milhões) de bônus – por um bloco na Bacia da Foz do Amazonas. Ao todo, 30 grupos arremataram uma área total de 155 mil quilômetros.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.