Notícias sobre Regulação


A morte de milhares de abelhas em uma propriedade rural de Bauru, interior de São Paulo, provocou um prejuízo em torno de R$ 500 mil (U$ 200 mil). A estimativa é do dono da terra, o engenheiro agrônomo Vitor Carvalho, que conta que, além da produção do mel, os insetos ajudavam na polinização de um abacate cultivado para exportação. As causas da mortandade ainda são desconhecidas.

Ouvido pela emissora de TV da região, o professor Ricardo Orsi, especialista em abelhas da Universidade Estadual Paulista (Unesp), levantou algumas hipóteses. “Para buscar um alimento, as abelhas voam até três quilômetros. Elas podem ter ido até um local contaminado. Outra possibilidade é a pulverização aérea ter levado algum produto tóxico aos insetos, dependendo de como é feito o procedimento. Até mesmo uma fonte de água pode ter provocado essa mortalidade”, afirmou.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.