Notícias sobre Regulação


Cenário das provas de iatismo nos Jogos de Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, a Baía de Guanabara é o lar de apenas 35 botos-cinza. O dado faz parte de um minucioso levantamento de pesquisadores do Projeto Mamíferos Aquáticos (Maqua), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, que pesquisam desde 1995 os botos-cinza que sobrevivem em um ambiente degradado pela poluição. O animal aparece até no brasão da cidade do Rio.

Na época em o brasão foi desenhado, no fim do século 19, havia centenas de botos nos 328 quilômetros quadrados da Baía de Guanabara. Hoje, eles limitam-se a uma área de 20 quilômetros quadrados no trecho menos impactado pela poluição ambiental e pela circulação de navios.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.