Notícias sobre Regulação


O mel produzido pelas abelhas sem ferrão que vivem na Amazônia pode ser uma alternativa econômica viável para as comunidades da região. É o que defendeu o coordenador do Departamento de Entomologia do Instituto Nacional Pesquisas da Amazônia (Inpa), Márcio Luís de Oliveira, em uma conferência sobre o tema, durante a 66ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Segundo o especialista, a Amazônia concentra a maior variedade de abelhas sem ferrão no planeta, aproximadamente 150 espécies catalogadas. Oliveira acredita que o mel produzido por esses insetos poderia se destacar no mercado internacional. “É um produto orgânico da Amazônia e cultivado por índios e comunidades ribeirinhas”, afirmou o pesquisador.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.