Notícias sobre Regulação


Resolução aprovada pela Comissão Baleeira Internacional, durante reunião na Eslovênia, estabeleceu critérios mais rígidos para autorizar a caça por motivos científicos. A decisão contrariou Japão, Noruega, Islândia e Rússia, países que permitem essa prática.

O texto afirma que os países devem dar preferência a ‘meios não-letais’ para conquistar seus objetivos científicos. Na reunião, o Japão anunciou que não vai caçar baleias no Oceano Antártico na temporada 2014-2015, mas garantiu que continuará promovendo a pesca de cetáceos em suas águas.

Outra decisão foi autorizar que a Groenlândia capture 200 baleias por ano. A cota foi permitida em nome da subsistência de povos aborígenes que vivem na ilha. A medida provocou protestos de organizações ambientalistas.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.