Notícias sobre Regulação


As mortes de dois peixes-bois em pontos diferentes do litoral do Nordeste, com uma diferença de 48 horas, deixaram autoridades ambientais preocupadas. Os dois animais eram monitorados depois de terem sido reintroduzidos à natureza pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Aquáticos (CMA), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A Polícia Federal investiga os casos, já que os cetáceos foram mortos intencionalmente, o que caracteriza crime ambiental. O primeiro ocorreu em Alagoas, onde um peixe-boi foi atingido por tiros na cabeça. Dois dias depois, em Sergipe, o outro mamífero aquático não resistiu aos ferimentos após ser abatido com pauladas.

Segundo o CMA, órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente que desenvolve pesquisas e ações de conscientização para conservar o peixe-boi marinho, existem atualmente apenas 500 exemplares do animal no litoral brasileiro.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.