Notícias sobre Regulação


Um período prolongado sem chuva, um grande número de árvores queimadas por causa da seca e o uso sem controle de pesticidas. Essa combinação de fatores causou a morte de milhares de abelhas e afetou a produção de mel nas cidades de Santa Cruz da Conceição e Leme, no interior do estado de São Paulo.

Segundo os apicultores da região, numa área em que costumavam aparecer 100 enxames nesta época, só se formaram 15 este ano. A falta de chuvas reduziu a quantidade de flores. E, sem o néctar, muitas abelhas morreram sem alimento.

Outro problema, segundo o Centro de Estudo de Insetos Sociais da Universidade Estadual Paulista (Unesp), foi que a perda de vegetação provocou a migração de abelhas para áreas urbanas, onde têm dificuldades para encontrar alimento.

Além isso, estimativas apontam que pelo menos 5 milhões de abelhas de quatro apiários morreram por causa do manejo incorreto de pesticidas. O produto foi utilizado para eliminar um enxame da torre de uma igreja, em Santa Cruz do Sul. Mas algumas abelhas sobreviveram, voltaram para suas colmeias e contaminaram outros insetos com o produto tóxico.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.