Notícias sobre Regulação


Em seis meses, oito filhotes de peixe-boi marinho fora resgatados no litoral do Ceará, no Nordeste brasileiro. O caso mais recente ocorreu semana passada quando um animal da espécie estava encalhado na Praia de Ariós, na cidade de Beberibe. O cetáceo, que estava desidratado mas sem ferimentos, está em tratamento no Centro de Reabilitação de Mamíferos Marinhos.

Segundo pesquisadores, o encalhe de peixes-boi recém-nascidos é uma das principais causas de mortalidade da espécie, uma das mais ameaçadas de extinção no Brasil. A principal razão é a degradação dos estuários, habitat de reprodução desses cetáceos, pelas criações de camarão e salinas. “As fêmeas perdem o acesso a locais com águas calmas e vão ter seus filhotes em mar aberto, onde correntes e maré podem levar os recém-nascidos”, explica Carol Meirelles, bióloga e coordenadora do Projeto Manatí, que faz o monitoramento de encalhes, resgate, reabilitação e ações em defesa do peixe-boi no Ceará.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.