Notícias sobre Regulação


A queda acelerada na população de insetos polinizadores, principalmente abelhas, pode causar a morte de até 1,4 milhão de pessoas por ano. O dado faz parte de um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Harvard, publicado na conceituada revista médica ‘The Lancet’.

As mortes seriam causadas pela mudança nos hábitos alimentares das pessoas devido à redução de culturas que dependem da polinização, como de frutas, legumes e sementes. Os cientistas apontam que o problema provocaria aumento dos casos de deficiência de vitamina A e ácido fólico, vitais para grávidas e crianças, e da incidência de doenças cardíacas, derrames cerebrais e certos tipos de câncer.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.