Notícias sobre Regulação


Apesar da proibição de leis internacionais, o Japão voltou este mês a caçar baleias na Antártica. O governo japonês alega fins científicos e se comprometeu a capturar no máximo 333 mamíferos aquáticos. Desde o ano passado, o Tribunal Internacional de Justiça determinou que o país não pudesse pescar baleias na região do polo sul.

A proibição da Corte de Haia não foi suspensa, mas o Japão alega que a caça se restringe a baleias da espécie minke, que não está em extinção, e tem a finalidade apenas de pesquisa.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.