Notícias sobre Regulação


A empresa que administra os parques SeaWorld nos Estados Unidos anunciou que vai suspender o programa de reprodução de orcas em cativeiro. Os 29 cetáceos da espécie ainda presentes nas piscinas dos parques serão os últimos, segundo a companhia. A decisão foi celebrada por grupos de defesa de animais, como o Humane Society of the United States (HSUS).

O CEO do SeaWorld, Joel Manby, afirmou que a empresa vai aumentar o foco em apoiar operações de resgate de mamíferos aquáticos, como golfinhos e leões marinhos, que ficam encalhados e incapazes de serem soltos antes de um tratamento. Os shows de exibição de orcas também serão cancelados.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.