Notícias sobre Regulação


Levantamento realizado pelo Fórum Nacional Contra Pirataria apontou que, no ano passado, os cigarros contrabandeados, principalmente do Paraguai, alcançaram mais de 50% dos mercados de 15 dos 26 estados do Brasil. Em cinco deles, a participação foi superior a 60%: 78% no Mato Grosso do Sul, 72% na Bahia, 69% em Mato Grosso, 67% no Pará e 60% no Maranhão.

O estado com menor proporção de cigarros ilegais foi o Rio de Janeiro, com 20%. Segundo o Fórum Nacional contra a Pirataria, em 2016, a perda de arrecadação com o tabaco contrabandeado em todo o país foi de R$ 8,7 bilhões (US$ 2,8 bilhões).

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.