Notícias sobre Regulação


A três meses da eleição presidencial, a principal discussão política no Paraguai gira em torno de uma lei para aumentar os impostos sobre o cigarro e rastrear o produto, desde sua fabricação até o destino, com o objetivo de combater o contrabando. Segundo analistas locais, a tendência é que a proposta seja aprovada no Congresso , mas acabe rejeitada pelo presidente Horacio Cartes, dono da maior empresa de tabaco do país.

A senadora Desirée Graciela Mais Jara, autora da iniciativa que eleva o imposto de 16% para 30%, afirma que o contrabando de cigarros está vinculado à lavagem de dinheiro e ao financiamento de narcotraficantes. “Com a lei atual, sabemos quem é a primeira pessoa a comprar do produtor, mas não o que acontece depois”, explica ela. O governo é contra a nova regulamentação sob o argumento de que setor tabagista é o maior empregador
do país.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.