Notícias sobre Regulação


Pesquisa encomendada pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial revela que, para 79% dos brasileiros, o governo é conivente com o crime organizado em relação ao contrabando de cigarros. Ao todo, pesquisadores do Datafolha entrevistaram 2.081 pessoas, em 129 cidades, entre 5 e 8 de fevereiro.

Numa pergunta sobre as ações que devem ser tomadas para combater o contrabando de cigarros do Paraguai, 90% dos entrevistados defenderam medidas repressivas. Entre elas, aumento da segurança nas fronteiras (43%), leis com penas mais duras para o contrabando (20%), mais investimentos no combate ao mercado ilegal (16%) e fechamento dos comércios de cigarros contrabandeados (11%). Apenas 9% sugerem a redução de impostos para os setores afetados.

Quando se trata de adotar medidas para frear o contrabando, a opção que aparece na frente, para 44% dos entrevistados, é radical: fechar a fronteira entre Brasil e Paraguai para evitar a entrada de cigarros ilegais.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.