Notícias sobre Regulação


Investigação realizada pelo Grupo de Atuação ao Crime Organizado da Procuradoria de Justiça do Mato Grosso do Sul revelou que policiais corruptos recebiam até R$ 100 mil (US$ 27,5 mil) por mês para facilitar a entra de cigarros nas cidades da fronteira do estado com o Paraguai. Trinta e um agentes suspeitos de fazer parte do esquema tiveram a prisão pedida.

De acordo com a investigação, o valor pago a cada policial variava conforme a importância de seu cargo. Para descobrir a forma de atuação da quadrilha, foram utilizadas interceptações telefônicas. A Justiça permitiu ainda a quebra dos sigilos fiscal e bancário dos acusados para verificar a movimentação financeira, o que permitiu comprovar as ligações entre os agentes e os contrabandistas.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.