Notícias sobre Regulação


O contrabando de cigarros fabricados no Paraguai para o Brasil cresce de forma exponencial não apenas nos estados mais próximos da fronteira entre os dois países e nas grandes capitais da região Sudeste, maiores mercados consumidores. No Nordeste, apesar da grande distância para o Paraguai, esse comércio ilegal ganha proporções cada vez maiores.

Levantamento de 2017 mostra que apenas nos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte foram consumidas 4 bilhões de unidades 'piratas', resultando numa perda de R$ 500 milhões (US$ 120 milhões) em impostos não recolhidos.

Segundo o estudo, em três anos, o mercado de cigarros contrabandados aumentou 222% em Alagoas e 149% em Pernambuco.

© 2007 CRE Brasil - Todos os direitos reservados.